Novidades

As luzes começaram a se acender!

Publicado em: maio de 2021 | Categorias: Novidades

 

Como é bom ver a luz dissipando as trevas! Assim como os guardas aguardam o romper da manhã, as vidas perdidas desejam salvação, ainda que não saibam como fazê-lo. Aliás, essas vidas jamais poderão superar as trevas por si próprias, pois o homem caído só pode levantar-se e sair do buraco quando Cristo o tira de lá.

Foi Ele, Jesus Cristo, quem nos chamou das trevas para sua maravilhosa luz (1 Pe 2:9). Somente Ele, com sua autoridade soberana e graça irresistível, pode erguer do pó o desvalido e fazê-lo assentar-se com os príncipes. (Salmos 113:7-8)

Por isso, quando testificamos a obra de Jesus na vida de pessoas, concedendo-lhes um novo nascimento, nosso coração se enche de alegria.

E foi essa a experiência que tivemos no dia 17 de abril, quando 167 vidas acenderam as lâmpadas, na cerimônia que marcou o recebimento de novos discípulos e membros na Igreja Central.

Ao som de “Acenda uma luz”, esses irmãos queridos foram acolhidos com vivas de júbilo e aplausos. Acompanhados de seus pais na fé, subiram ao altar e acenderam uma lâmpada no painel.

Cremos, que até o fim deste ano, receberemos, em nome de Jesus, as mil vidas que temos pedido a Deus, pelas quais temos jejuado e orado e desenvolvido, com elas, um trabalho de aproximação e de evangelização.

Portanto, nesta hora, somos convocados a não só nos alegrarmos com a salvação de vidas que outros ganharam para Jesus. Isso é bom! Porém, mais nobre ainda é decidir caminhar com alguém até que seus passos levem essa pessoa ao altar de Deus, onde ela também acenderá sua lâmpada, como demonstração daquilo que Cristo fez em sua vida.

RAN_0687

Olá irmãos… É com alegria que divido com vocês o testemunho sobre minha nova vida em Cristo. Fui recebida na Igreja Presbiteriana Central com muito carinho e amor por cada pessoa da Igreja que passou por minha vida nos últimos tempos. Sempre tinha alguém que me ouvia, que me encorajava e que me dava muitos  motivos para ouvir e conhecer a palavra de Deus. Ser recebida como discípula me fez ter a certeza que Deus é Pai de amor. Poder dizer com muito orgulho e com muita paz no coração que minha família e eu somos parte do corpo de Cristo, e isso trouxe a nós uma nova esperança que em Jesus somos felizes e abençoados. E foi através de uma amiga que também é discípula da Igreja que nos convidou, orou por nós (minha família e eu), intercedeu, caminhou e caminha conosco que pudemos conhecer todo esse amor. Hoje só temos à agradecer, à Deus por nos amar de maneira infinita.

Priscila Martins