Devocionais

PAULO EM ROMA

Publicado em: setembro de 2020 | Categorias: Devocionais

Devocional 50/50 – Dia 31/ maio

A grande preocupação de Paulo era com o seu testemunho aos judeus em Roma. Por quase dois dias, os irmãos acompanharam o apóstolo naquela cidade, mas tiveram que se separar, pois Paulo tinha de ficar sob custódia. Lucas relata que “foi permitido a Paulo morar sozinho, com um soldado guardando-o”. No vs. 30, Lucas acrescentou que Paulo morou numa casa alugada pelo tempo que durou sua prisão, isto é, dois anos. Contudo, foi acorrentado (vs.20) e um soldado o guardava. Como Paulo era também cidadão romano e tinha alguns privilégios isso pode ter influenciado as autoridades para que lhe permitissem morar nessa casa alugada.

Não haviam recebido qualquer instrução especial sobre o apóstolo, mas sabiam que a “seita cristã” estava sendo criticada em vários lugares. At.28:21,22. Quando lemos a epístola de Paulo aos Romanos, temos a impressão de que os judeus em Roma haviam interpretado incorretamente alguns dos seus ensinamentos conforme Rm.3:8; 14:1. O apóstolo deixou claro que seu apelo a Cesar não deveria ser interpretado como uma acusação contra sua nação. Na verdade, era prisioneiro por amor a seu povo e à” esperança de Israel”. Em Roma, ele não tinha conhecimento das acusações que os judeus locais poderiam apresentar perante César. Ele intrepidamente reuniu os líderes judeus, para tentar descobrir se eles estavam a par do seu caso. De modo sutil, o apóstolo também os preparou para que ouvissem o evangelho, que era o seu maior alvo.

Lucas está interessado em relatar que Paulo havia pregado para um grande número de judeus na capital. Ele é fiel ao seu propósito de escrever o livro de Atos conforme o capítulo1:8. O foco está novamente em Paulo, que aproveita a oportunidade para pregar o evangelho desde manhã até à noite. Ele tinha energia abundante para falar durante horas sem interrupção conforme At.20:7,11. Isso nos lembra que Jesus e seus discípulos certa vez foram rodeados por uma multidão e não tiveram como comer, fato registrado em Mc.3:20. O apóstolo, apaixonadamente, dedica-se explicando as Escrituras e mostrando Cristo na lei e nos profetas. Desta forma, havia procurado persuadir seus ouvintes judeus de sinagoga em sinagoga e agora compartilhava a Palavra com os líderes de várias sinagogas em Roma. Como resultado, alguns foram persuadidos e outros não. Quando os líderes judeus deixaram a casa de Paulo, ainda discutiam entre si, mas ele havia testemunhado fielmente aos judeus em Roma e em seguida falaria aos gentios.

Lucas descreve Paulo como um personagem líder. Na verdade, ele compõe uma história, não de Paulo, mas da propagação do evangelho. Assim o médico historiador conclui o Livro de Atos, mostrando que Paulo apresentara os ensinamentos de Jesus abertamente e sem impedimento.  Lucas escreveu Atos para estimular a Igreja em todas as eras, a ser fiel ao Senhor e a levar o evangelho aos confins da terra. A partir da casa alugada de Paulo, o evangelho se espalhou até aos confins do mundo. E depois de sua libertação, ele continuou suas viagens a favor do evangelho.

Rev. Osni Ferreira