fbpx

Meditação

Perdoar ou continuar refém do sofrimento?

Publicado em: dezembro de 2019 | Categorias: Meditação

A Bíblia tem muito a nos ensinar sobre o perdão e como lidar com essa questão em nossas vidas. Se você estiver sofrendo por causa de um acontecimento passado e lutando para liberar perdão, saiba que Deus pode libertá-lo completamente dessa carga.  Na história de José do Egito encontramos um belíssimo exemplo de vitória sobre a injustiça. José sofreu e experimentou a dor de ser injustiçado várias vezes, mas por ter o coração humilde e temente a Deus, o espírito de perdão prevaleceu e ele foi vencedor.

Há pessoas que têm dificuldade em perdoar simplesmente por causa do orgulho. Como resultado do orgulho ferido, a injustiça vai crescendo e a amargura vai se enraizando no coração do indivíduo que se recusa a lidar com os sentimentos feridos. O escritor aos Hebreus nos adverte a fim de que, não haja em nós, “nenhuma raiz de amargura” (Hb 12:15). Um sentimento de irritação, e muitas vezes de ódio, vai se alastrando no espírito amargurado como se fosse um veneno, e silenciosamente, destruindo a vida de quem não sabe perdoar. Sabemos que o orgulho é nada menos que um espírito arrogante e soberbo que Deus rejeita. O apóstolo Tiago afirma que: “Deus resiste aos soberbos, mas dá graça aos humildes” (Tg 4:6).

Muitos acham que o perdão é meramente um sentimento, quando na verdade é um ato decisivo da nossa parte. É preciso, pois, tomar a decisão de perdoar aquele (a) que nos feriu  e nos magoou. Portanto, é necessário reconhecer e confessar o espírito não perdoador, liberar a outra pessoa perdoando-a pela ofensa cometida, permitindo que o Espírito Santo trabalhe em nossa mente e coração, e elimine toda a amargura. As consequências de um espírito não perdoador penetram e afetam todas as áreas da vida humana. Deus quer libertá-lo! No entanto, depende de cada um a decisão de perdoar ou continuar aprisionado pelo sofrimento da falta de perdão.

O caminho do perdão genuíno e verdadeiro é a cruz de Cristo. Se aceitarmos pela fé, o sacrifício e o preço de sangue que Ele padeceu na cruz, pela vida de cada um de nós, poderemos receber o perdão de nossos pecados, e também perdoar aqueles que têm nos ofendido. Por nós mesmos somos incapazes de perdoar e não merecemos o perdão de Deus, pois somos pecadores e carecemos da Sua glória. Somos perdoados e justificados tão somente pela graça, mediante a redenção que há em Cristo Jesus, através da fé. Errar é humano; perdoar é graça de Deus.

Comece a partir de agora a viver a vida plena que Deus oferece, torne-se livre de qualquer cadeia que o possa deter. Deus quer libertá-lo! Achegue-se a Ele em espírito contrito e arrependido, e receba a capacidade e a graça de perdoar através do Espírito Santo, liberando o perdão a quem o tiver aprisionado. Nunca um ser humano se fortalece tanto, como quando renuncia a vingança e perdoa uma injúria. O próprio Senhor Jesus disse: “E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará” Sejamos livres para viver a cada dia, a vida abundante que Jesus nos oferece.